Universidade de Coimbra assina protocolos com instituições em Cabo Verde

A Universidade de Coimbra assinou três protocolos de parceria com instituições em Cabo Verde, entre elas a congénere de Santiago, no âmbito de uma visita que o vice-reitor daquela instituição de ensino português efetuou esta semana àquele país africano.

Universidade de Coimbra assina protocolos com instituições em Cabo Verde

Universidade de Coimbra assina protocolos com instituições em Cabo Verde

A Universidade de Coimbra assinou três protocolos de parceria com instituições em Cabo Verde, entre elas a congénere de Santiago, no âmbito de uma visita que o vice-reitor daquela instituição de ensino português efetuou esta semana àquele país africano.

Segundo informações da Universidade de Coimbra (UC), o primeiro protocolo foi assinado com a Caixa Económica de Cabo Verde (CECV) e visa a colaboração técnico-científica, com a prestação de serviços especializados na área da transformação digital financeira (nomeadamente, ciência de dados, segurança do sistema informático, smart contracts e blockchain).

Seguiu-se outra parceria celebrada com Procuradoria-Geral da República (PGR), para cooperação académica, científica e cultural, que prevê a realização de ações de formação e outras atividades consideradas de interesse mútuo para magistrados e funcionários do Ministério Público cabo-verdiano.

O último protocolo de cooperação académica, científica e cultural foi assinado com a Universidade de Santiago, e contempla, entre outras ações, o intercâmbio de estudantes, docentes, investigadores e membros do corpo técnico e a participação conjunta em eventos académicos, cursos internacionais, projetos de investigação e atividades culturais.

Relativamente a parceria celebrada com a Universidade de Santiago, com sede em Assomada, concelho de Santa Catarina de Santiago, o vice-reitor da UC destacou a sua importância e disse que é uma honra para a instituição portuguesa.

“É honroso para nós, a Universidade de Coimbra, não obstante as diferenças que nos separam, estabelecer estes laços de cooperação académica, científica e cultural, com a vossa universidade, assim reconhecendo a importância social que o vosso sonho, a vossa utopia vai se encarregando de mostrar que era possível realizar para o benefício das populações e da comunidade de Cabo Verde e do Estado de Cabo Verde”, notou o académico português, citado pela Inforpress.

Além de Assomada, a Universidade de Santiago, que começou em 2008, tem polos universitários na cidade da Praia e no Tarrafal.

O vice-reitor da Universidade de Coimbra, João Nuno Calvão da Silva, destacou a importância das parcerias firmadas com essas instituições cabo-verdianas, notando que acontecem numa altura em que o estabelecimento de ensino português tem estreitado relações com instituições de todo o mundo lusófono.

E referiu que a Universidade de Coimbra acaba de assumir a presidência da Associação das Universidades de Língua Portuguesa.

“Foi uma visita breve, mas marcante: pela relevância estratégica das reuniões de trabalho, pela importância prática dos protocolos celebrados e, em especial, pela oportunidade de testemunhar o amor por Coimbra dos nossos Antigos Estudantes”, sublinha o vice-reitor, citado no site oficial da UC.

Além dos protocolos, durante a esta em Cabo Verde, o vice-reitor para as Relações Externas da UC encontrou-se com o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, com o ministro da Cultura, Abraão Vicente, e com a Secretária de Estado do Ensino Superior, Eurídice Monteiro, para discutir perspetivas futuras de colaboração com o país africano de língua oficial portuguesa.

Antes de deixar Cabo Verde, João Nuno Calvão da Silva encontrou-se ainda com a presidente da Biblioteca Nacional de Cabo Verde (BNCV) e com a Direção dos Antigos Estudantes Cabo-Verdianos de Coimbra.

RIPE // PJA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS