Encontrados 22 corpos em sepulturas clandestinas no México

As autoridades mexicanas exumaram 22 corpos de sepulturas clandestinas, encontradas em 18 de junho, numa zona turística, no estado mexicano ocidental de Michoacán.

Encontrados 22 corpos em sepulturas clandestinas no México

Encontrados 22 corpos em sepulturas clandestinas no México

As autoridades mexicanas exumaram 22 corpos de sepulturas clandestinas, encontradas em 18 de junho, numa zona turística, no estado mexicano ocidental de Michoacán.

As autoridades mexicanas exumaram 22 corpos de sepulturas clandestinas, encontradas em 18 de junho, numa zona turística, no estado mexicano ocidental de Michoacán. A Procuradoria-Geral do Estado de Michoacán disse, na sexta-feira, ter contado 22 corpos, embora o trabalho continue no fim de semana para verificar se existem mais sepulturas.

O cemitério clandestino foi descoberto no sábado passado, numa aldeia conhecida como Los Negritos, no município de Michoacán de Villamar, um destino turístico devido à existência de águas termais.

O México enfrenta uma onda de violência com homicídios, desaparecimentos e insegurança.

Já este ano, o estado de Michoacán contabilizou 1.385 homicídios violentos relacionados com o crime organizado, de acordo com as autoridades. No ano passado, as autoridades mexicanas registaram 33.308 homicídios, depois de dois anos muito violentos, com 34.690 assassínios em 2019 e 34.554 em 2020.

Recuperados corpos de dois jesuítas mortos numa igreja do México

A governadora do estado de Chihuahua, no norte do México, Maru Campos, anunciou que foram encontrados os corpos dos dois idosos jesuítas mortos numa igreja, onde um homem tentava escapar de agressores armados. “Conseguimos localizar e recuperar [os corpos] dos padres jesuítas”, Javier Campos Morales, de 79 anos, e Joaquín César Mora Salazar, de 80, disse a governadora, num vídeo publicado nas redes sociais na noite de quarta-feira. Leia mais aqui

Greve deixa Hospital dos Covões em Coimbra sem consultas externas
A adesão à greve nacional dos trabalhadores de saúde no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) encontra-se entre os 90 a 95%, sendo que no polo do Hospital Geral (Covões) atinge os 100%, disse fonte sindical (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS