Presidente da Guiné-Bissau assume liderança da luta contra a malária em África

O Presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, assumiu a liderança da Aliança dos Líderes Africanos contra a Malária, fundada em 2009 e que tem como objetivo erradicar a doença naquele continente até 2030, anunciou a Presidência guineense.

Presidente da Guiné-Bissau assume liderança da luta contra a malária em África

Presidente da Guiné-Bissau assume liderança da luta contra a malária em África

O Presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, assumiu a liderança da Aliança dos Líderes Africanos contra a Malária, fundada em 2009 e que tem como objetivo erradicar a doença naquele continente até 2030, anunciou a Presidência guineense.

Umaro Sissoco Embaló substitui no cargo o antigo chefe de Estado do Quénia Uhuru Kanyatta.

“O paludismo continua a ser uma grande ameaça à saúde e ao desenvolvimento económico e social do nosso continente”, afirmou Umaro Sissoco Embaló, citado no documento.

O chefe de Estado guineense disse também estar empenhado em garantir que a luta contra a malária continue no “topo da agenda da União Africana”.

“A eliminação do paludismo em África, que passa pela construção de sistemas de saúde mais resilientes, salvará milhões de vidas, e contribuirá para o progresso económico e social no continente africano”, salientou.

Cerca de 96% dos casos de malária no mundo ocorrem em África, bem como 98% das mortes devido à doença.

Em 2020, a OMS estimou que mais de 600 mil africanos morreram de malária, sendo que 80% eram crianças com idade inferior a cinco anos de idade.

MSE // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS