OE2022: Política errática e assente “na compra de votos” de PCP e BE “tinha de dar mau resultado” – Rio

O presidente do PSD acusou hoje o Governo do PS de ter “uma política económica errática”, apenas com a preocupação conjuntural de aprovar Orçamentos “de forma avulsa” através da “compra de votos de PCP e BE”.

OE2022: Política errática e assente

OE2022: Política errática e assente “na compra de votos” de PCP e BE “tinha de dar mau resultado” – Rio

O presidente do PSD acusou hoje o Governo do PS de ter “uma política económica errática”, apenas com a preocupação conjuntural de aprovar Orçamentos “de forma avulsa” através da “compra de votos de PCP e BE”.

“É evidente que tinha de dar mau resultado”, acusou Rui Rio, no encerramento do debate na generalidade do Orçamento do Estado para 2022, que deverá ser chumbado.

O presidente do PSD considerou que o voto contra do partido se justifica “nas críticas que o PSD, desde sempre, tem feito à política económica e orçamental dos Governos de António Costa desde 2016”.

“Acantonado à sua esquerda e agarrado ao poder, cedendo o que pode e o que não pode, o governo foi recusando todas as propostas, vindas de diversos quadrantes políticos, económicos e sociais, que permitiam melhorar a competitividade da economia e aumentar o nosso crescimento potencial de médio e longo prazo”, lamentou Rio.

Para o social-democrata, o PS, ao colocar-se “na total dependência da esquerda radical, transformou-se na face do imobilismo e do estatismo, que têm condenado o país à estagnação e ao empobrecimento”.

“O governo está desde o início da pandemia à espera do ‘milagre Europeu’. Sem qualquer preocupação em governar com respostas estruturais. Á espera que o PRR resolva todos os problemas do país. Á espera que um disparo de bazuca traga o milagre da recuperação e do crescimento económico”, criticou, avisando que “a oportunidade vai-se perder” se política não se inverter.

No entanto, acrescentou, desde 2015 apostou “numa política económica errática, num óbvio desequilíbrio entre a compra dos votos do PCP e do Bloco de Esquerda e a manutenção dos nossos compromissos europeus”.

SMA // SF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS