Mãe de Angélico Vieira corta cabelo ao filho de Rita Pereira [vídeo]

Rita Pereira partilhou um vídeo de Lonô a cortar o cabelo pelas mãos da mãe de Angélico. A mãe do malogrado cantor e ator sempre considerou a atriz como filha.

Mãe de Angélico Vieira corta cabelo ao filho de Rita Pereira [vídeo]

Mãe de Angélico Vieira corta cabelo ao filho de Rita Pereira [vídeo]

Rita Pereira partilhou um vídeo de Lonô a cortar o cabelo pelas mãos da mãe de Angélico. A mãe do malogrado cantor e ator sempre considerou a atriz como filha.

Rita Pereira partilhou um vídeo de encantar de Lonô a cortar o cabelo pelas mãos da mãe de Angélico. A atriz da TVI e Filomena Vieira sempre mantiveram uma amizade à prova de tudo e se dúvidas houvesse, com estes vídeos, todas se dissiparam.

A mãe de Angélico, cabeleireira de profissão, foi a casa de Rita Pereira para mudar o visual do pequeno Lonô, fruto da relação da também apresentadora com Guillaume Lalung.

Nas imagens é possível ouvir Rita Pereira perguntar a Lonô quem está a cortar o cabelo, ao mesmo tempo que se vê a mãe do Angélico a tratar dos fios do bebé. “Que nível a cortar o cabelo a casa. Quem está a cortar o cabelo ao Lonô?”, ouve-se. A resposta veio com um sorriso gigante. “A Titi.”

Veja os vídeo partilhados por Rita Pereira:

 

Angélico Vieira morreu há 10 anos

Angélico Vieira morreu há 10 anos, vítima de um aparatoso acidente na A1. Rita Pereira já não namorava com o cantor, mas a amizade entre os dois sempre foi visivel. Amizade essa que se estendia à família. Aliás, Filomena sempre considerou a atriz como uma filha e esse sentimento permaneceu inalterado depois da morte de Angélico.

Recorde-se que na apresentação do livro da mãe do cantor “Nunca te esquecerei”, um ano depois do fatídico acidente, foi Rita Pereira quem leu a carta que a cabeleireira escreveu de propósito para a apresentação do livro, no palco do Coliseu dos Recreios: “Não foi fácil escrever, nem será esquecer. Inspirei-me em tudo aquilo de que sinto falta, a atenção, o amor, a dedicação. Ao maior amor da minha vida, ao meu grande e único herói, razão da minha inspiração. Dia após dia, vou passando e tento ser forte, à imagem daqueles que me rodeiam, mas Sandro [nome próprio do cantor], eu estou a sobreviver, e não é justo nem mereço. Antes de mais, um agradecimento a todos aqueles que também têm sentido a ausência do meu filho, partilhando a mesma dor que eu, aquela que terei que sentir enquanto neste mundo tiver que permanecer. Tudo isto é resultado de uma grande dor sem fim.”

Depois, com a voz embargada, Filomena conseguiu dirigir algumas palavras aos presentes: “Todos vocês são um acréscimo à minha família. Ele bem dizia: ‘Mãe, hei de aumentar a família.’ Não aumentou da maneira que pensava, mas conquistou os vossos lindos corações, que são a razão da minha força e existência ao longo deste tempo. Não tem sido fácil e nunca poderá ser.”

Texto: Ana Lúcia Sousa; Fotos: Reprodução Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS