Criatividade. Saiba como desenvolver esta habilidade do cérebro

O processo do pensamento criativo também é abordado pelo artigo que o correlaciona à capacidade imaginativa do cérebro.

Criatividade. Saiba como desenvolver esta habilidade do cérebro

Criatividade. Saiba como desenvolver esta habilidade do cérebro

O processo do pensamento criativo também é abordado pelo artigo que o correlaciona à capacidade imaginativa do cérebro.

“O processo de criatividade foi a base para criar a sociedade humana conforme a concebemos num processo que permitiu à humanidade desenvolver valores, ideias e comportamentos de forma original.” Assim é definida a importância desta habilidade para o desenvolvimento humano pelo artigo “A criatividade precisa ser trabalhada constantemente, com treinos e desafios para desenvolver suas habilidades”, escrito pelo PhD em neurociências e biólogo Dr. Fabiano de Abreu e publicado pela Fédération Internationale d’Education Physique – FIEP.

O estudo apresenta as partes do cérebro responsáveis pela mesma, entre elas destaca-se o papel do córtex frontal – considerado o centro da criatividade pelas suas funções relacionadas com a memória e planeamento – e do hipocampo – responsável por correlacionar informações para criação de novas ideias.

O processo do pensamento criativo também é abordado pelo artigo que o correlaciona à capacidade imaginativa do cérebro.

“O pensamento criativo é apoiado em parte por nossa capacidade de imaginar o futuro — nossa capacidade de visualizar experiências que ainda não ocorreram. Desde planejar o jantar até imaginar as próximas férias, confiamos rotineiramente em nossa imaginação para imaginar como será o futuro, a mesma região do cérebro que nos permite imaginar um futuro também está envolvida na lembrança do passado: o hipocampo.”

É possível estimular a criatividade?

A resposta é sim! De acordo com o Dr. Fernando de Abreu a criatividade pode ser estimulada utilizando alguns hábitos simples. “Uma boa alimentação e exercícios físicos que são importantes e basais, um menor uso de redes sociais e tecnologia imersiva, mais interação física com o real, assim como mais conhecimento, maior ginástica cerebral com técnicas de memorização e uso da lógica, controle da ansiedade”, entre outros são essenciais para a nossa capacidade criativa.”

Qual a relação entre inteligência e criatividade?

Segundo o artigo, as regiões do cérebro responsáveis pela criatividade são mais desenvolvidas em pessoas com um Q.I. elevado, no entanto, a intensidade da criatividade não tem relação com a quantidade de inteligência, sendo a personalidade um fator mais determinante no processo criativo. “Para ser criativo tem que ser inteligente, mas o tamanho da criatividade não tem relação com o tamanho do QI. Pessoas de alto QI tendem a ser mais criativas, mas a criatividade que consolida e transforma, tem relação com a personalidade. Tendo que unir ambos os fatores, inteligência e personalidade, somado ao conhecimento, experiência e nuances que não interfiram no cognitivo para um melhor processo criativo.”

 

Impala Instagram


RELACIONADOS