Descubra 4 coisas que podem fazer com que fique alérgico ao sexo

Sexóloga Lindsey Doe alerta para coisas simples e aparentemente inofensivas que podem fazer com que fique alérgico ao sexo.

Descubra 4 coisas que podem fazer com que fique alérgico ao sexo

Descubra 4 coisas que podem fazer com que fique alérgico ao sexo

Sexóloga Lindsey Doe alerta para coisas simples e aparentemente inofensivas que podem fazer com que fique alérgico ao sexo.

Se não quer ser alérgico ao sexo existem quatro coisas que deve ter em mente. O alerta é dado por Lindsey Doe, a sexóloga norte-americana que apresenta o programa Sexplanations, disponível no YouTube. De acordo Lindsey há um grupo de comportamentos e hábitos, aparentemente inofensivos, que podem fazer com que fique alérgico ao sexo.

Masturbação: descubra se existem riscos em masturbar-se de mais
A masturbação é ainda um tema tabu para muitas pessoas, existindo a ideia de que é uma prática que facilmente conduz ao vício (… continue a ler aqui)

Segundo a sexóloga existem diversos casais que adotam comportamentos sexuais que, numa primeira análise, nada têm de estranho. E na altura de lidar com sintomas como comichão, olhos lacrimejantes ou urticária acabam por não os associar à postura que têm perante o sexo. Segundo a apresentadora de Sexplanations, poucos são aqueles que associam estes sintomas ao sexo. Até porque podem ser facilmente relacionados com outros problemas. Mas Lindsey Doe salienta que existem 4 coisas que podem levar à alergia ao sexo.

Muitas pessoas são alérgicas ao látex sem saber

1 – Látex
É bastante comum nos preservativos e brinquedos sexuais. Muitas pessoas são alérgicas a esta matéria-prima e acabam por sofrer consequências como comichão e sensação de ardor, para dar apenas dois sintomas. Lindsey Doe refere que o problema pode ser de outro material utilizado no fabrico dos preservativos, como é o caso da caseína, uma proteína em pó extraída do leite da vaca. A solução pode passar pelos preservativos veganos ou pela escolha de outro método contracetivo.

2 – Lubrificantes
À semelhança do que acontece com os preservativos, também os lubrificantes contêm ingredientes que provocam reações alérgicas a muitas pessoas e que causam sintomas idênticos. “Aqueles que publicitam sabores e sensações de frescura ou de aquecimento ou ainda de entorpecimento podem ter muitos aditivos aos quais o organismo vai reagir”, refere a sexóloga. “A glicerina é outra das culpadas”, acrescenta.

O problema pode estar nos preliminares e não no sexo

3 – Preliminares
Apesar de o problema acontecer durante o sexo, a causa pode ser anterior à relação sexual. “Pode não ser alérgico ao sexo, mas a refeição que ingeriu antes de um encontro sexual ou os fármacos que toma habitualmente podem interferir com o seu sistema imunitário”, refere Lindsey Doe. Que avança ainda com muitas outras causas. “O sabão que usou para se lavar no duche antes do sexo pode reagir com o óleo de massagem que utiliza para apimentar a coisa e irritar-lhe a pele”, explica. Caso isto aconteça, deverá deixar de usar um dos produtos, de modo a perceber qual está a fazer-lhe mal.

4 – Orgasmos
Pode não acreditar, mas existem pessoas que, com o passar dos anos, acabam por ficar alérgicas aos orgasmos. Síndrome da doença pós-orgásmica é o termo clínico atribuído pelos médicos a esta doença rara. Também é conhecida por doença pós-ejaculatória, deixando os homens mais fracos, com febre, cansados e até mesmo irritáveis. Neste caso, a explicação pode passar por uma alergia dos homens ao próprio esperma.

Texto: Bruno Seruca

Impala Instagram


RELACIONADOS