MotoGP/Portugal: Miguel Oliveira fala em “dia estranho” por causa da chuva

O piloto português Miguel Oliveira (KTM) disse hoje ter vivido um dia estranho, face à chuva nas sessões de treinos livres do Grande Prémio de Portugal de MotoGP, revelando não existirem avanços para renovar com a equipa austríaca.

MotoGP/Portugal: Miguel Oliveira fala em

MotoGP/Portugal: Miguel Oliveira fala em “dia estranho” por causa da chuva

O piloto português Miguel Oliveira (KTM) disse hoje ter vivido um dia estranho, face à chuva nas sessões de treinos livres do Grande Prémio de Portugal de MotoGP, revelando não existirem avanços para renovar com a equipa austríaca.

O português obteve a sexta posição na tabela combinada de tempos das duas sessões hoje disputadas no Autódromo Internacional do Algarve, a 0,557 segundos do mais rápido deste primeiro dia, o espanhol Marc Márquez (Honda).

“Dia estranho, no geral. Com estas condições, senti-me bem na parte manhã, mas, claro, há um conjunto de coisas que temos [equipa] de melhorar, que tenho em mente. Antes do início da segunda sessão de treinos, as condições não eram assim tão más, mas, no final, foi completamente impossível ser rápido. Concentrei-me em ter ritmo e recolher informação para amanhã [sábado]”, começou por explicar Miguel Oliveira, à comunicação social.

Com toda a carreira no MotoGP na KTM, Miguel Oliveira cumpre o último ano de contrato com a marca austríaca, tendo já manifestado a intenção de continuar na equipa, mas, quando questionado sobre uma eventual renovação, apenas referiu “não” existirem avanços.

No tempo em que esteve a pilotar no traçado algarvio, Oliveira admitiu que as “curvas à esquerda a alta velocidade, como a nove, a quatro e a subida para a 11, são as mais complicadas”.

No sábado, está previsto um novo dia difícil, face ao vento e chuva, contudo, caso no domingo a pista esteja seca, o piloto almadense disse “não ter nenhum plano específico, pelo que terá de se adaptar” à corrida da quinta ronda do Mundial de 2022.

“Temos de ser rápidos a adaptarmo-nos às condições. Não temos nenhum plano específico. Obviamente, quanto tudo é novo, temos de nos adaptar em pista, já que não vamos ter demasiado tempo. É preparar o melhor possível o domingo à tarde”, concluiu.

Após disputadas quatro corridas, Miguel Oliveira ocupa a nona posição do Mundial de motociclismo de velocidade, com 28 pontos, a 33 do líder, o italiano Enea Bastianini (Ducati).

O Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão, recebe pela quarta vez um Grande Prémio de MotoGP, a prova ‘rainha’ do motociclismo de velocidade, naquela que será a quinta ronda do Mundial de 2022, de um total de 21 corridas.

A corrida está marcada para domingo, às 13:00.

AJC // MO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS