Isaac Nader e Lorene Bazolo batem recordes dos campeonatos nacionais com cerca de 30 anos

Isaac Nader, nos 800 metros, e Lorene Bazolo, nos 200, bateram hoje recordes do Campeonato de Portugal de atletismo com cerca de 30 anos, no fecho da 108.ª edição da prova, realizada em Braga.

Isaac Nader e Lorene Bazolo batem recordes dos campeonatos nacionais com cerca de 30 anos

Isaac Nader e Lorene Bazolo batem recordes dos campeonatos nacionais com cerca de 30 anos

Isaac Nader, nos 800 metros, e Lorene Bazolo, nos 200, bateram hoje recordes do Campeonato de Portugal de atletismo com cerca de 30 anos, no fecho da 108.ª edição da prova, realizada em Braga.

Isaac Nader, do Benfica, que já tem presença marcada nos Mundiais de Budapeste (19 a 27 de agosto) nos 1.500 metros, esteve em destaque no Estádio 1.º de Maio ao bater um recorde dos campeonatos que tinha 33 anos (pertencia a Mário Silva, do Sporting de Braga, desde 1990), com 01.45,32 minutos, uma das melhores marcas de sempre de um atleta português nessa distância.

Já nos 200 metros femininos, Lorene Bazolo, do Sporting, que ‘meteu’ três atletas no pódio, recuperou o título perdido na época passada e venceu pela sexta vez, tendo estabelecido um novo recorde dos campeonatos — 23,06 segundos — batendo a anterior marca de Lucrécia Jardim (Benfica), de 23,15 segundos, que perdurava desde 1994.

Também Fatumata Diallo, do Clube Oriental de Pechão, depois de uma grande prova nos 400 metros barreiras que lhe permitiu estrear-se como campeã de Portugal, batendo a campeoníssima Vera Barbosa, com 10 títulos nas últimas anteriores 12 edições, estabeleceu um novo recorde dos campeonatos (56,53), que pertencia à atleta ‘leonina’ (65,76).

Sísino Ambriz sagrou-se campeão de Portugal nos 110 metros barreiras, com novo recorde nacional de juniores (13,79 segundos), tendo protagonizado com os seus colegas de equipa do Benfica João Vítor Oliveira (apenas mais quatro centésimos de segundo) e Edson Gomes a prova mais emocionante da tarde.

O jovem campeão [completou 19 anos este mês] partiu melhor, mas um derrube de uma barreira fê-lo ficar um pouco para trás, obrigando-o a uma espetacular recuperação para vencer a corrida e apesar da tentativa de João Vítor Oliveira, que se atirou em voo para a meta, ter estado perto de ‘roubar’ o triunfo.

Nos 100 metros barreiras femininos, Olímpia Barbosa, do Sporting, venceu pela sexta vez, batendo a concorrência benfiquista de Catarina Queirós e Fatumata Balde, segunda e terceiras classificadas respetivamente.

Nos 200 metros masculinos, Delvis Santos, do Jardim da Serra, sagrou-se bicampeão com 21,08 segundos, batendo o ‘leão’ Omar Elkhatib (21,26) e o ‘arsenalista’ Gabriel Maia (21,44).

Entre outros resultados, Patrícia Silva, nos 800 metros, sagrou-se tricampeã, António Vital e Silva venceu no lançamento do martelo, com quase 63 metros, conquistando o cetro pela quarta vez na carreira, e, aproveitando a ausência do campeão olímpico, mundial e europeu Pedro Pablo Pichardo, o atleta do Sporting Tiago Pereira sagrou-se pentacampeão no triplo salto.

Nas duas últimas provas, 5.000 metros, Rogério Amaral (Sobral de Ceira) venceu pela primeira vez, e Vanessa Carvalho (Sporting de Braga) deu um título à casa, sucedendo à também bracarense Mariana Machado, que venceu as três anteriores edições.

GYS // JP

Lusa/Fim

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS